sábado, 8 de setembro de 2007

Luz da noite


A luz da noite encaminha-me para a janela,
pela qual posso apreciar a luzes pequeninas lá fora.
As percianas brancas ficam abertas pela noite dentro,
consigo ver as estrelas...
a maior e mais brilhante desapareceu, apagou-se !
Deito-me na cama, abraço a almofada e adormeço...

5 comentários:

GI disse...

Jamais as trombetas

se calarão nos Céus...

Até todos tomarem conhecimento

De que...

as Estrelas

São,

daqueles que as acenderam.

irneh disse...

Então, boa noite e que a almofada seja boa conselheira!

Beijinhos

starxandra disse...

Concordo com a Gi! E de repente fez-se luz...
Kiss estrelado!

Sirk disse...

Ora muito bem!, fico então a saber que não sofre de insónias.
:D
Nos dias que correm isso é um grande privilégio.
;)

Claudia disse...

David, é de manhã e já estuo com vontade de ir prá caminha...

Beijocas